REMACAÊ BLOG

2
A culpa é das estrelas

O portal “Beco Literário” avalia o romance “A culpa é das estrelas” como a mais emocionante obra de John Green. O livro narra o romance de dois adolescentes que se conhecem (e se apaixonam) em um grupo de apoio para crianças com câncer: Hazel, uma jovem de dezesseis anos que sobrevive graças a uma droga revolucionária que detém a metástase em seus pulmões, e Augustus Waters, de dezessete, ex-jogador de basquete que perdeu a perna para o osteosarcoma. Na obra de John Green, os personagens usam a brincadeira e o humor como forma de lidar com a doença e sorrir frente ao câncer que lentamente drena suas vidas.

E se esse romance em sua história e detalhes fossem reais? E se esses personagens criados por John Green e que emocionaram milhões de pessoas existissem? Pois é, todos os dias, milhares de”Hazels” e “Augustus” lutam – e sorriem – contra o câncer. Foi mais ou menos assim que nasceu minha motivação em ajudar na pesquisa da cura do câncer, quando, em 2006, perdi um grande amigo para o osteossarcoma. Assim como os personagens de “A culpa é das estrelas”, um cara jovem, coração, apaixonado, craque de basquete e que lutou pela vida com sorriso e inspiração.

Sempre lembro esse amigo dizer que, em dez ou vinte anos, haveria cura para o osteossarcoma. Mas a verdade é que essa cura não se apresentará, simplesmente. De certa forma, ela depende do envolvimento de todos nós. No final de 2013, conheci profissionais magníficos do Instituto Nacional de Traumato-Ortopedia – INTO, que pesquisam a cura do osteossarcoma. Convido vocês a conhecerem mais esse trabalho maravilhoso, se apaixonarem por essa causa assim como eu me apaixonei e ajudarem no crowdfunding que estou promovendo para a pesquisa da cura do osteossarcoma e para minha travessia do Atlântico a remo. Isso para que histórias como a de Hazel e Augustus possam ter um final mais feliz:

Crowfunding Brasil: http://www.mobilizefb.com/remacaeproject

Crowdfunding Intl.: http://www.gofundme.com/remacae

 

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This Campaign has ended. No more pledges can be made.